Auteurs

Écrit par Angelina Caussé. Publié dans Ressources

Auteurs et personnalités lusophones

  • Armando Baptista-Bastos

    Lightbox Image

    Armando Baptista-Bastos nasceu em Lisboa no dia 27 de Fevereiro de 1934. E um jornalista e escritor português.
    Estudou na Escola de Artes Decorativas António Arroio e no Lycée Français Charles Lepierre, em Lisboa. Iniciou a sua carreira profissional na redação de O Século passando, de seguida, a subchefe de redação de O Século Ilustrado. Foi redactor de outros jornais onde permaceu por duas décadas.
    Foi correspondente da Agence France-Presse, em Lisboa.
    Como crítico, colaborou com o Jornal de Letras, Artes e Ideias, o Expresso, o Jornal do Fundão, o Correio do Minho e o Diário Económico.
    Fundou ainda o semanário O Ponto, periódico que registou uma série de entrevistas semanais.
    Na rádio, leu as suas crónicas. Actualmente é colunista do Diário de Notícias, do Jornal de Negócios e do Jornal do Fundão.
    Na televisão, deu-se a conhecer como apresentador, na década de 1990, do programa Conversas Secretas na SIC.
    A convite do jornal Público, realizou uma série de dezasseis entrevistas sob a designação «Onde é que você estava no 25 de Abril?».
    O Cinema na Polémica do Tempo foi o seu primeiro livro de ensaio, publicado em 1959. Em 1969 lançava As Palavras dos Outros.


    Fonte : Wikipédia

     

     

    Agustina Bessa-Luís

    Lightbox Image

    Agustina Bessa-Luís, pseudónimo literário de Maria Agustina Ferreira Teixeira Bessa GOSE, nasceu em Vila Meã no dia 15 de Outubro de 1922.
    Escritora portuguesa, é descendente, pelo lado de seu pai, de uma família de raízes rurais de Entre Douro e Minho.
    Desde muito nova interessou-se por livros, começando por ler alguns da biblioteca do avô materno. Através destas primeiras leituras, tomou contacto com alguns dos melhores escritores franceses e ingleses, os quais lhe despertaram a arte narrativa.
    Em 1932 vai para o Porto estudar, onde passa parte da adolescência, mudando-se para Coimbra em 1945, e, a partir de 1950, fixa definitivamente a sua residência no Porto.
    Estreou-se como romancista em 1948, ao publicar a novela Mundo Fechado, mas seria o romance A Sibila, publicado em 1954 que constituiu um enorme sucesso e lhe trouxe imediato reconhecimento geral. E é com A Sibila que Bessa-Luís atinge a total maturidade do seu originalíssimo processo criador.

    Fontes :
    The Good Article
    Wikipédia

     

    Chico Buarque de Holanda

    Lightbox Image

    Francisco Buarque de Hollanda, mais conhecido por Chico Buarque, nasceu no Rio de Janeiro no dia 19 de Junho de 1944. 
    É um músico, dramaturgo e escritor brasileiro, conhecido por ser um dos maiores nomes da música popular brasileira (MPB).
    Filho do historiador Sérgio Buarque de Holanda e de Maria Amélia Cesário Alvim, escreveu o seu primeiro conto aos 18 anos. Ganhou destaque como cantor a partir de 1966, quando lançou seu primeiro álbum e venceu o Festival de Música Popular Brasileira com a música A Banda.
    Socialista declarado, autoexilou-se na Itália em 1969, devido à crescente repressão do regime militar do Brasil durante os "anos de chumbo", tornando-se, ao retornar, em 1970, um dos artistas mais activos na crítica política e na luta pela democratização no país.   

    Fonte : Wikipédia

     

    Maria Judite de Carvalho

    Lightbox Image

    Maria Judite de Carvalho nasceu em Lisboa no dia 18 de Setembro de 1921 e faleceu na cidade natal em 1998.
    Escritora portuguesa, viveu em França e na Bélgica entre 1949 e 1955. Do ponto de vista literário, situa-se entre o poético e novelista, entre o cómico e o grotesco, num registo trágico ou ironicamente perverso.
    A suas obras não pretendem dar explicações ou ser tratados morais ou comportamentais pelo que a explicação é substituída pela insinuação e pela sugestão, de onde decorre a opção por uma escrita "limpa", sem excessos estilísticos, e por narrativas breves.

    Fonte : Wikipédia

     

    Camilo Castelo Branco

    Lightbox Image

    «Amor é uma luz que não deixa escurecer a vida.»

    O escritor português Camilo Castelo Branco nasceu em Lisboa no dia 16 de Março de 1825.
    Ele, que escreveu estas palavras, escolheu de morrer no 10 de Junho de 1890... O romantismo é muito perigoso !
    Foi na sua própria existência que encontrou a inspiração para alguns dos seus escritos ou novelas e ele é conhecido por ser o primeiro escritor de língua portuguesa a ter tido a possibilidade de viver exclusivamente de suas obras literárias.
    Foi um dos maiores autores românticos portugueses do século XIX mas também fez parte da escola realista.

    Fonte : Wikipédia

     

    Dorival Caymmi

    Lightbox Image

    Dorival Caymmi naceu em Salvador no dia 30 de abril de 1914 e faleceu no Rio de Janeiro, no dia 16 de agosto de 2008. Foi um cantor, compositor, violonista, pintor e ator brasileiro.
    Compôs inspirado pelos hábitos, costumes e as tradições do povo baiano. Tendo como forte influência a música negra, desenvolveu um estilo pessoal de compor e cantar, demonstrando espontaneidade nos versos, sensualidade e riqueza melódica.
    Poeta popular, compôs obras como Saudade de Bahia, Samba da minha Terra, Doralice, Marina, Modinha para Gabriela, Maracangalha, Saudade de Itapuã, O Dengo que a Nega Tem, Rosa Morena.

    Fonte : Wikipédia

     

  • Reinaldo Ferreira

    Lightbox Image

    Reinaldo Edgar de Azevedo e Silva Ferreira nasceu em Barcelona no dia 20 de Março de 1922 e faleceu em Lourenço Marques no dia 30 de Junho de 1959.
    Foi um poeta português que realizou toda a sua obra em Moçambique.
    Filho do célebre Repórter X, Reinaldo Ferreira chega a Lourenço Marques em 1941, finaliza o 7º ano do liceu e ingressa como aspirante no Quadro Administrativo da Colónia, tendo subido até Chefe de Posto.
    Os primeiros poemas começam a ser publicados nos jornais locais ou em revistas de artes e letras. Adapta para a rádio peças de teatro e, mais tarde, colabora no teatro de revista. Autor da letra de canções ligeiras, entre as quais Kanimambo, Uma Casa Portuguesa e Piripiri.
    Em 1959 é-lhe detectado cancro do pulmão e morre em Junho desse ano.
    Não editou nenhum livro em vida.
    A coletânea dos seus poemas surgiu em 1960.

    Fonte : Wikipédia

     

    Manuel da Fonseca

    Lightbox Image

    Manuel Lopes Fonseca nasceu no Alentejo em Santiago do Cacém,  no dia 15 de Outubro de 1911 e faleceu em Lisboa no dia 11 de Março de 1993. Foi um escritor (poeta, contista, romancista e cronista) português.
    Após ter terminado o ensino básico, Manuel da Fonseca prosseguiu os seus estudos em Lisboa. Estudou no Colégio Vasco da Gama, Liceu Camões, Escola Lusitânia e Escola de Belas-Artes.
    Apesar de não ter sobressaído na área das Belas-Artes, deixou alguns registos do seu traço sobretudo nos retratos que fazia de alguns dos seus companheiros de tertúlias lisboetas como é o caso do de José Cardoso Pires.
    O espaço de eleição dos seus primeiros textos era o Alentejo. Mais tarde, a partir de Um Anjo no Trapézio, o espaço das suas obras passou a ser a cidade de Lisboa.
    Cerromaior é o primeiro romance de Manuel da Fonseca, publicado em 1943. Trata-se do nome da pequena cidade onde decorre a acção. Apesar de ser uma cidade imaginária no romance, são notórias as semelhanças com a terra natal de Manuel da Fonseca. Aliás, o facto é referido pelo próprio autor logo no prefácio da obra «Cercado de cerros, que vão de roda em anfiteatro com o lugar do palco largamente aberto sobre a planície e o mar, o cerro de Santiago é de todos o mais alto. Daí o título: Cerromaior. Vila que me propus tratar...»

    Membro do Partido Comunista Português, Manuel da Fonseca fez parte do grupo do Novo Cancioneiro e é considerado como um dos melhores escritores do neo-realismo português. Nas suas obras, carregadas de intervenção social e política, relata a vida dura do Alentejo e dos Alentejanos.
    A sua vida profissional foi muito díspar, tendo exercido nos mais diferentes sectores: comércio, indústria, revistas, agências publicitárias, entre outras.

    Fonte : Wikipédia 

     

    António Gedeão

    Lightbox Image

    António Gedeão - Rómulo Vasco da Gama de Carvalho - nasceu em Lisboa no dia 24 de Novembro de 1906 e faleceu em Lisboa no dia 19 de Fevereiro de 1997.
    Português, foi um professor de físico-química do ensino secundário no Liceu Pedro Nunes e Liceu Camões, pedagogo, investigador de História da ciência em Portugal, divulgador da ciência, e poeta sob o pseudónimo de António Gedeão.
    Pedra Filosofal e Lágrima de Preta são dois dos seus mais célebres poemas.
    A data do seu nascimento foi adoptada em Portugal como Dia Nacional da Cultura Científica.
    Teve dois filhos, Frederico de Carvalho, também formado em Ciências, e Cristina Carvalho, escritora.
    Jaz no Jazigo dos Escritores Portugueses, no Cemitério dos Prazeres, em Lisboa, junto com José Cardoso Pires e Fernando Namora.

    Fonte : Biblioteca Nacional, Wikipédia

     

    Gilberto Gil

    Lightbox Image

    Gilberto Passos Gil Moreira, dit Gilberto Gil, est un musicien, guitariste, chanteur et compositeur brésilien, né à Salvador de Bahia au Brésil le 26 juin 1942.
    Diplômé en gestion et administration, il obtient son premier emploi dans l'entreprise Gessy Lever à São Paulo. Mais c'est la musique qui le rend célèbre dans les années 1960, au sein du mouvement tropicaliste.
    Il fut ministre de la Culture du gouvernement Lula da Silva du 2 janvier 2003 au 30 juillet 2008.  

    Fonte : Wikipédia

     

     

    Guerra Junqueiro

    Lightbox Image

    Abílio Manuel Guerra Junqueiro nasceu em Freixo de Espada à Cinta no dia 17 de Setembro de 1850 e faleceu em Lisboa no 7 de julho de 1923.
    Foi bacharel formado em direito pela Universidade de Coimbra, alto funcionário administrativo, político, deputado, jornalista, escritor e poeta.
    Foi o poeta mais popular da sua época e o mais típico representante da chamada "Escola Nova".
    Poeta panfletário, a sua poesia ajudou criar o ambiente revolucionário que conduziu à implantação da República.
    Foi entre 1911 e 1914 o embaixador de Portugal na Suíça (o título era "ministro de Portugal na Suíça").

    Fonte : Wikipédia

     

    António Lobo Antunes

    Lightbox Image

    António Lobo Antunes nasceu em Lisboa no dia 1 de Setembro de 1942.  Escritor e psiquiatra português, proveniente de uma família da alta burguesia, foi criado em Lisboa e licenciou-se em Medicina.
    Entre 1970 e 1973 viveu em Angola, onde participou como tenente médico do Exército na Guerra do Ultramar. Posteriormente, exerceu a profissão no Hospital Miguel Bombarda, em Lisboa, até 1985.
    Em 1979 publicou os primeiros livros, Memória de Elefante e Os Cus de Judas, que obtiveram grande êxito, seguindo-se, em 1980, Conhecimento do Inferno. Estes primeiros livros são marcadamente biográficos, e estão muito ligados ao contexto da guerra colonial; transformaram-no imediatamente num dos autores contemporâneos mais lidos e discutidos, no âmbito nacional e internacional.

    Fonte : Wikipédia

     

  • Sidónio Muralha

    Eça de Queirós

    Lightbox Image

    José Maria de Eça de Queirós nasceu em 25 de novembro de 1845, numa casa da Praça do Almada na Póvoa de Varzim, no centro da cidade. Foi baptizado na Igreja Matriz de Vila do Conde. Filho de José Maria Teixeira de Queirós, nascido no Rio de Janeiro em 1820, e de Carolina Augusta Pereira d'Eça, nascida em Monção em 1826. O pai de Eça de Queirós, magistrado e par do reino, convivia regularmente com Camilo Castelo Branco, quando este vinha à Póvoa para se divertir no Largo do Café Chinês.    

    Fonte : Wikipédia

     

     

    Mário Quintana

    Lightbox Image

    Mário de Miranda Quintana nasceu em Alegrete no dia 30 de julho de 1906 e faleceu em Porto Alegre no dia 5 de maio de 1994. Foi um poeta, tradutor e jornalista brasileiro.
    Mário Quintana fez as primeiras letras em sua cidade natal, mudando-se em 1919 para Porto Alegre, onde estudou no Colégio Militar, publicando ali suas primeiras produções literárias.
    Trabalhou para a Editora Globo e depois na farmácia paterna.
    Considerado o "poeta das coisas simples", com um estilo marcado pela ironia, pela profundidade e pela perfeição técnica, ele trabalhou como jornalista quase toda a sua vida.
    Traduziu mais de cento e trinta obras da literatura universal, entre elas Em Busca do Tempo Perdido de Marcel Proust.

    Fonte : Wikipédia

     

     

    Fernando Pessoa

    Lightbox Image

    Fernando António Nogueira Pessoa nasceu em Lisboa no dia 13 de Junho de 1888 e faleceu em Lisboa no dia 30 de Novembro de 1935.
    Mais conhecido como Fernando Pessoa, foi um imenso poeta e escritor português.
    É considerado um dos maiores poetas de língua portuguesa. Foi considerado o mais representativo poeta português do século XX. Viveu a maior parte de sua adolescência na África do Sul. Teve uma vida discreta. Foi jornalista, actuou na publicidade, no comércio e, principalmente, na literatura. Costumou desdobrar-se em várias outras personalidades conhecidas como « heterónimos ».   

    Fonte : Wikipédia

     

  • Fernando Sabino

    Lightbox Image

    Fernando Tavares Sabino nasceu em Belo Horizonte no dia 12 de outubro de 1923 e faleceu no Rio de Janeiro no dia 11 de outubro de 2004. Foi um escritor e jornalista brasileiro.
    Durante a adolescência, foi locutor de programa de rádio Pila no Ar e começou a colaborar regularmente com artigos, crônicas e contos em revistas da cidade, conquistando prêmios em concursos.
    No início da década de 1940, começou a cursar a Faculdade de Direito e ingressou no jornalismo como redator da Folha de Minas.
    O primeiro livro de contos, Os grilos não cantam mais, foi publicado em 1941, no Rio de Janeiro quando o autor tinha apenas dezoito anos, e sendo que alguns contos do livro foram escritos quando Fernando Sabino tinha apenas quatorze anos.
    Tornou-se colaborador regular do jornal Correio da Manhã, onde conheceu Vinicius de Moraes, de quem se tornou amigo.
    Desportista, bateu diversos recordes de nado de costas, sua especialidade, tornando-se campeão sul-americano dessa modalidade em 1939.  

    Fonte : Wikipédia

     

    Miguel Torga

    Lightbox Image

    Miguel Torga, pseudónimo de Adolfo Correia da Rocha, nasceu em São Martinho de Anta no dia 12 de Agosto de 1907 e faleceu em Coimbra no dia 17 de Janeiro de 1995.
    Foi um dos mais influentes poetas e escritores portugueses do século XX.
    Destacou-se como poeta, contista e memorialista, mas escreveu também romances, peças de teatro e ensaios.

    Fonte : Wikipédia

     

T-auteurs.jpg
Clique para escutar o texto realçado !