Samba da minha terra

Écrit par Angelina Caussé. Publié dans Séquences

Une chanson brésilienne de Dorival Caymmi

  • O Samba da minha terra

    Samba da minha terra
    deixa a gente mole,
    Quando se canta todo o mundo bole,
    Quando se canta todo o mundo bole...
    Quem não gosta de samba,
    Bom sujeito não é,
    É ruim da cabeça ou doente do pé.
    Eu nasci com o samba,
    no samba me criei,
    E do danado do samba,
    nunca me separei.


    Novos Baianos

  • Samba da minha terra
  • Ecouter - Ecrire

    Ouvir - Completar

    Escute agora novamente o texto e complete-o. 

    Samba da minha terra

    Samba da minha ..........................
    .......................... a gente mole
    Quando se .......................... todo o mundo ..........................,
    Quando se canta todo o mundo bole
    Quem não ..........................de samba
    Bom sujeito não é
    É ruim da .......................... ou doente do pé
    Eu .......................... com o samba
    no samba me ..........................
    E do .......................... do samba
    nunca me .......................... .

  • Apresentação do vídeo

    «Samba da Minha Terra apresenta toda a técnica e suingue da voz e violão de Morães Moreira, da guitarra eletrizante do Pepeu Gomes e todo o time reunido, batendo uma bola e mandando ver no som. É o terceiro episódio de uma "trilogia fictícia" composta por fragmentos extraídos do filme Novos Baianos Futebol Clube (1973), dirigido por Solano Ribeiro, numa co-produção da TV Bandeirantes com uma TV alemã. Devido a importância histórica e cultural, a exibição desses vídeos no youtube representa uma tentativa de partilha e difusão de um dos materiais audiovisuais mais nobres da música popular brasileira, inexplicavelmente sem lançamento oficial até o momento. Esta obra fenomenal ainda pertence ao submundo da cultura underground, apesar de todos os recursos tecnológicos de restauração e possibilidades de comercialização em pleno 2014 (ano da publicação deste tópico:2008). Em cena, o maior grupo de música brasileira, os Novos Baianos, composto por cantores, instrumentistas, poetas, bailarinos e compositores. Nesse tempo, viviam e tocavam juntos num sítio em Jacarepaguá, o Cantinho do Vovô. O som era "fruto da vivência profunda de um grupo cujo fundamento é a escolha do tortuoso caminho da criação e recusa aos vãos atrativos da caretice"(Rogério Duarte). Revolucionaram tanto na música quanto no comportamento e se revelaram um dos maiores fenômenos da história da música.
    "Quem tiver olhos, veja. Quem tiver ouvidos, ouça". »

    Daniel Côrtes

  • "…escrevi 400 canções e Dorival Caymmi 70. Mas ele tem 70 canções perfeitas e eu não."
    Caetano Veloso

    Dorival Caymmi

    Dorival Caymmi (Salvador de Bahia, 30 de abril de 1914 – Rio de Janeiro, 16 de agosto de 2008) foi um cantor, compositor, violonista, pintor e ator brasileiro. Compôs inspirado pelos hábitos, costumes e as tradições do povo baiano. Tendo como forte influência a música negra, desenvolveu um estilo pessoal de compor e cantar, demonstrando espontaneidade nos versos, sensualidade e riqueza melódica. Morreu em 16 de agosto de 2008, aos 94 anos, em casa, às seis horas da manhã, por conta de insuficiência renal e falência múltipla dos órgãos em consequência de um câncer renal que possuía havia 9 anos.2 Permanecia em internação domiciliar desde dezembro de 2007. Poeta popular, compôs obras como Saudade de Bahia, Samba da minha Terra, Doralice, Marina, Modinha para Gabriela, Maracangalha, Saudade de Itapuã, O Dengo que a Nega Tem, Rosa Morena.

     

Tags: Niveau A1 Arts Musique Notion : L’art de vivre ensemble

Clique para escutar o texto realçado !